Direção e roteiro para um cinema possível

Davi Mattos e Santiago Dellape

06 a 08 NOV | 8h – 12h | IESB – Asa Sul

Um espaço para discussão e maturação de projetos audiovisuais de curta duração e baixo orçamento. Um laboratório criativo onde as propostas dos participantes foram trabalhadas em conjunto, visando o desenvolvimento de roteiros e direção de obras audiovisuais (curtas-metragens, webséries e videoclipes).

O diretor Santiago Dellape e o roteirista Davi Mattos compõem uma das duplas de criação mais prolíficas do mercado audiovisual candango. Ao longo dos últimos anos, os dois produziram trabalhos para o mercado publicitário e curtas premiados, como Nada Consta e Ratão, e o longa-metragem comédia de ficção científica A Repartição do Tempo, lançado comercialmente em 2017, distribuído pela O2 Play. A dupla também trabalha no projeto de drama O Verão da Lata, inspirado no famoso verão de 1987-88, e no terror fantástico Saçurá, releitura da lenda do Saci ambientada no Brasil colonial.

Atelier de Realidade Virtual

25 a 27 de novembro | IESB

No âmbito do Novembre Numérique, Brasília recebeu um Atelier de realidade virtual, com duração de três dias, ministrado por Damien Girès, professor e realizador de VR. O Novembre Numérique, ou Novembro Digital, é um festival internacional de culturas digitais, organizado pelo Institut Français e pela rede cultural francesa no exterior, nos cinco continentes. Em sua terceira edição, apresentou todas as formas de criação digital – videogames, realidades imersivas, arte digital, espacialização sonora, alfabetização digital, humanidades digitais, etc. – através de suas múltiplas expressões: artes cênicas, intercâmbio de ideias, instalações artísticas, oficinas linguísticas, filmes, encontros profissionais e outros. Em 2019, esteve pela primeira vez em Brasília, com o apoio da Embaixada da França e do Institut Français, em correalização com o Festival Curta Brasília, que a cada ano amplia sua atuação no campo da realidade virtual, por meio de apresentação de filmes e espaços imersivos, além de fóruns e encontros voltados ao mercado e a narrativas desta linguagem.

De 25 a 27 de novembro, o Festival Curta Brasília e o Novembre Numérique promoveram um atelier teórico e prático, com produção de conteúdos em VR voltados a estudantes e profissionais de nível intermediário. A programação gratuita foi dividida entre formação teórica, criação e análise de conteúdos, reflexão sobre o tema, filmagem, edição e finalização em 360° para plataforma de realidade virtual e interativa.

Os curtas realizados serão exibidos no Espaço CVRTA XR. 

Oficineiro

Damien Girès é um dos fundadores e diretor geral da HERVÉ, empresa referência na área de novas tecnologias e narrativas imersivas, com atuação em eventos como o Festival de Cannes e a Bienal de Arte de Lyon. É professor de realidade virtual com foco em produção de filmes e professor orientador nas áreas de design de interiores e arquitetura na École Pivaut – Nantes, França. Possui 22 anos de experiência em design de interiores, realização de conteúdos 2D / 3D / 360°, desenvolvimento de cenografia e design para VR e AR e desenho industrial.

Realização

Institut Français / Novembre Numérique & Embaixada da França no Brasil

Correalização

Festival Curta Brasília

Laboratório XR de cocriação BRASIL-HOLANDA 

Novembro | Dezembro

Durante o mês de novembro e início de dezembro, Brasil e Holanda se reuniram pela segunda vez em um laboratório de cocriação em XR. Desta vez, o tema foi Políticas da Natureza, baseado no jogo PoN – Politics of nature, de coletivo de mesmo nome, que tem como principal objetivo fortalecer as inter-relações entre seres humanos e natureza. Em tempos de declínio democrático e climático, o PoN nos convida a praticar novos métodos e metodologias, explorando a questão de como podemos aprender a interagir com seres “não-humanos” e nos engajarmos em uma discussão política onde o objetivo final é o consentimento para a coexistência.

Em torno do tema ÁGUA, o filme foi produzido coletivamente em poucas semanas, com filmagens nos dois países, em locais como Brasília, Amsterdam, Chapada dos Veadeiros, Rotterdam e Haia. O curta pode ser visto no ESPAÇO CVRTA XR do Festival Curta Brasília.

Participaram deste laboratório:

Ana Arruda – Diretora da Sétima Cinema, empresa que desenvolve projetos e parcerias internacionais unindo cinema, arte, educação, tecnologia e economia criativa.

Aron Fels – Diretor de arte de imersão e novas mídias, formado na Academia de Cinema da Holanda, em direção de mídias imersivas e efeitos visuais.

Deborah Dodd – Professora no Departamento de Artes Cênicas e mestra em Artes Cênicas (UnB).

Denise Agustinho – Bióloga, doutoranda e mestra em Desenvolvimento Sustentável (UnB), com foco na Política de Recursos Hídricos.

Felipe Castro Praude – Compositor e músico instrumentista, com formação de violino no curso de extensão do Depto. de Música (Unb). Compôs a trilha musical do espetáculo Sonhares, em 2019.

Filipe Gontijo – Roteirista e diretor, sócio-fundador da Caixote Histórias Imersivas, criada em 2015.

Flavio Mayerhofer – Fundador do Studio XR e Diretor Executivo da XRBR – Brazilian X-Reality Hub.

Frederik Lassen – Criador do jogo Políticas da Natureza, fez parte do programa CopenX, conferência tecnológica em Copenhagen e colaborador do XRBASE de Amsterdam.

Henrique Siqueira – Sócio-fundador da Caixote Histórias Imersivas, tem experiência no mercado publicitário com documentários, animações e filmes interativos.

Realização

Embaixada dos Países Baixos e Festival Curta Brasília

Animando com pixilation e outras técnicas

Rodrigo Eba! 

10 a 13 DEZ | 14h30 – 17h30 | IESB – Asa Sul

A animação Pixilation é uma técnica de stop motion na qual pessoas reais se tornam personagens de animação. A pessoa é “animada” e fotografada quadro a quadro. As vantagens da oficina são: praticar rapidamente a técnica, pois você é personagem da animação, não há a necessidade de outras ferramentas como desenhos, modelagens, escultura de bonecos ou criação de personagens mais elaboradas, e, assim, divertir-se por meio de gestos e movimentos naturalmente inconcebíveis que a Pixilation consegue proporcionar. 

Rodrigo EBA! ganhou prêmio do Anima Mundi 2013 com seu curta Graffiti Dança, na categoria de melhor animação brasileira pela votação do público de São Paulo, além de mais de 100 prêmios no mundo todo. Também foi um dos diretores do longa-metragem Peixonauta – O Filme, ao lado de Célia Catunda e Kiko Mistrorigo. É animador desde 2003, dirigindo e animando curtas-metragens, e professor de animação desde 2007. Participou do coletivo Graffiti com Pipoca, que explorou a linguagem de graffiti e animação pelas ruas de São Paulo.