Imagem com a data do evento: 7 a 10 de Dezembro, com entrada franca

A mostra traz assuntos polêmicos em curtas-metragens sem pudor de expor situações incômodas ou chocantes para provocar reflexões no espectador. Os filmes desta edição têm, de alguma maneira, o corpo como elemento preponderante, seja o corpo explorado, vulnerável, ou o corpo enquanto expressão política e de gênero. A mostra é apresentada pela drag queen Larissa Hollywood.

Cena do curta Mercadoria

Mercadoria

(RJ) 2017. Fic., 15 min 14 anos

Dir. Carla Villa-Lobos. Com Adriana Dehoul, Aline Mendes, Bárbara Aires, Indira Nascimento, Ingrid Klug, Paula Malheiros, Roberta Bahia.

A partir da chegada de uma novata, seis mulheres compartilham suas experiências, desejos e medos no trabalho com a prostituição.

Cena do curta Universo Preto Paralelo

Universo Preto Paralelo

(SP) 2017. Doc. Fic., 12 min 16 anos

Dir. Rubens Passaro.

Um paralelo traçado entre as violações de direitos humanos do passado escravocrata brasileiro e da ditadura militar por obras do século XIX e depoimentos dados a Comissão Nacional da Verdade. Quem são os heróis nacionais brasileiros?

Cena do curta Na missão, com Kadu

Na missão, com Kadu

(MG) 2016. Doc., 28 min 14 anos

Dir. Aiano Bemfica, Kadu Freitas e Pedro Maia de Brito.

No maior conflito fundiário urbano da América Latina, companheiras e companheiros da região ocupada da Izidora marcham pela moradia digna. Kadu, liderança e cineasta, traz de volta registros do dia 19 de junho de 2015. À beira do fogo, ele relembra o dia, a luta e o sonho.

Cena do curta Toda noite estarei lá

Toda noite estarei lá

(ES) 2017. Doc., 11 min Livre

Dir. Thiago Moulin.

Toda noite, Mel Rosário cumpre seu papel na luta contra a intolerância.

Cena do curta Diamante, o bailarina

Diamante, o bailarina

(SP) 2016. Fic., 20 min 12 anos

Dir. Pedro Jorge. Com Sidney Santiago, João Acaiabe, Thaís Medeiros, Roberto Alencar, Leonardo Devitto, Divina Raio­Laser, Penelopy Jean, Rebecca Catalani, Nina Fur, Newman Costa e boxeadores da Academia de Boxe Guarany.

Voe como uma borboleta, ferroe como uma abelha.